bordas

e declaradas estão as bordas do abismo,

junto com a fome que se tece na alma.

ao som que se forja nas entranhas,

anunciaremos um hino de esperança.

(Robinson M. Badin)

Anúncios
bordas

Zero

Zeraram-se as fichas

Fecharam-se as apostas

Agora ando por inércia

E a inércia conduzirá à morte.

Ponto final (.)

(Robinson Murilo Badin )

Zero

cheiro

cheiro: cheira cheiroso sem cheirar.

e quando cheirar, que seja cheiroso…

e quando lembrar, que cheiroso seja…

e quando se fizer presente, que esteja…

e quando se ausentar que faça lembrar…

que cheiro cheiroso é aquele que se faz recordar.

(Robinson M Badin)

cheiro