desculpe, me perdi…

já fui explosão de entusiasmo

hoje o entusiasmo se explodiu

sobrou apenas poeira, sucumbiu…

já fui tão simples

hoje sou tão complexo

simplesmente já não sei quem sou…

[Robinson M. Badin]

Anúncios
desculpe, me perdi…

Masoch

um elogio te diz aquilo que já se sabe.

te conduz por um caminho já conhecido.

mas uma crítica, por mais dolorosa que seja,

te mostra o próximo passo.

abre as cortinas do futuro.

traz a peça que faltava, a coragem que latejava…

[Robinson M. Badin]

Masoch

paixão pela subversão

um mundo que precisa de subversão

lhe asseguro não ser a melhor versão

dentre as possibilidades em multidão

que maquiam a dama Solução

____________

me explique como virou paixão

esse mundo de sequidão

que leva tudo como tufão

sem piedade e nem perdão

____________

tanta rima cansa!

torce a mente como trança

prende sem fiança

____________

mas aquilo que realmente é enfado,

num ato longe de ser pensado,

vocês desejam como se fosse bilhete premiado.

________________________

[Robinson M. Badin]

paixão pela subversão

se7e palmos

sabe quando você não se cabe dentro de si

se esgotaram os números pra contar o quanto sofri

eu fecho, eu abro, eu desço, eu subo,

mas tudo parece estar dentro de um tubo.

a sensação é que vou morrer afogado

o mar é revolto e tiro pra todo lado

Quem podia acalmar, ainda está calado.

não tenho mais forças, falta apenas ser enterrado.

[Robinson M. Badin]

se7e palmos

conjuguei o verbo ser

Eu sou aquele que você tem medo de ser

Sou aquele que você queria ser

Sou a confusão que desconfunde

Sou a falta de sentido que faz todo sentido

Sou a morte que vive em você

Sou conjugação e você omissão

Sou as máscaras que desmascaram

Sou a doença que te curou de si mesmo

Sou a lei, a transgressão, a dor e o perdão

Sou a fotografia de um desaparecido

Não sou bem vindo, não sou ouvido

Sou desejado, ovacionado e aclamado.

Sou a sede, a água, as areias do deserto

Fiz sem pensar, pensando que estava certo

Eu sou a colheita fora de época

Sou uma época sem colheita

Sou o tempo certo pra se perder e se encontrar

Sou o desejo inexplicável de não mais desejar

Um espaço lotado que se encontra vazio

Sou o que sobrou depois que você passou

Sou todos os gritos que viraram vapor

Sou todos os lados de um lado só

continua…

[Robinson M. Badin]

conjuguei o verbo ser