Tortura

E o tempo se fez em tortura

destilando golpes com fartura.

Longe dela qualquer tempo

é tempo demais…

Os ponteiros armas são,

Destinados à execução…

Cada segundo que passa

Intensifica a dor que não passa…

Só vai passar

Quando ela voltar.

(Robinson Murilo Badin)

Anúncios
Tortura

Anistia

Como diz o Salmista: “bem-aventurado é o homem cuja transgressão é perdoada”. E certamente mais bem-aventurado ainda é quem perdoa, a virtude disposta ao se perdoar é incalculável, quem perdoa assemelha-se àquele que salvou quem precisava ser salvo e isso é belo.

Nessa história eu sou o transgressor, me encontro perdido, odeio todos os meus erros, além deles serem indesejáveis por si só, os odeio porque feriram quem eu amo de verdade. Isso produz uma sensação que rasga o peito e sufoca todas as tentativas de respirar, pois ecoa na minha mente uma pergunta: “Eu a amo de verdade, quero viver todos os dias ao lado dela! Mas como pude machucá-la de tal maneira?” e essa questão tem me pertubado… Existe momentos, pontuais e específicos em que a estrutura daquilo que é certo ou errado parece desintegrar-se bem diante dos olhos, como que em câmera lenta, tão perto, mas tão inalcançável. Foi então que vislumbrei uma resposta para a questão anterior, quando estamos face a face com aquilo que nos traz pânico ocorre reações no organismo humano que geralmente não acontecem, os sentidos são alterados e tarefas triviais passam a ser quase impossíveis, como respirar pausadamente ou não tremer de pânico…

O pânico tem uma influência tão forte sobre o indivíduo que não parece ser apenas um estado mental, mas é tão perturbador e a sensação é que o pânico personificou-se, tomou forma, já não é mais uma ideia, alguém que não apenas sugere, mas que impõe e se não for obedecido existirão consequências demasiadamente dolorosas (como aquilo que você mais tem medo acontecer, coisa que não acontecerá, mas no momento a sensação é muito forte, sufocante). Nesse ponto já não se tem controle sobre ações razoáveis, parece que se é transportado para uma outra realidade, acontece um descolamento com a realidade presente, sem contar na enxurrada de pensamentos bizarros que surgem na mente sugerindo maneiras desprezíveis de se encontrar “soluções”. Posso lhe assegurar que a sensação em meio a tudo isso e especificamente nos instantes dos surtos é uma sensação de que está tudo desmoronando…E se nada for feito vai continuar a desmoronar.

Hoje estou vivendo os piores dias da minha, tenho certeza disso. Eu encontrei a pessoa que passei a vida inteira procurando, encontrei quem eu amo amar, quem é dona do meu coração, aquela por quem eu daria minha vida sem pensar meia vez. Mas estou longe dela por causa dos erros que cometi. Eu peço ao Deus misericordioso que me dê uma chance, só mais uma, porque eu realmente estou reunindo forças, estou completamente comprometido com ideia de fazer tudo certo dessa vez, já disse isso pra ela algumas vez, que quero fazê-la feliz de uma maneira tão plena e tão verdadeira que ela vai esquecer que já plantei tristeza, quero que no meu abraço ela encontre cura para todas as feridas que causei, que ao meu lado ela recupere a segurança que se perdeu, que nosso amor está acima das coisas desse mundo, foi feito para vencer o tempo.     

Eu olho pra realidade dos meus erros e parece improvável, inalcançável, mas quando olho para o amor vejo que é inevitável, me encho de esperança, uma esperança bonita que é invencível e que nos trará pros braços um do outro, estaremos juntos novamente, porque certas coisas já estão escritas e a gente é uma delas!   

(Robinson Murilo Badin)

Anistia

Colapso universal

O cosmos está em colapso

o tempo já não sabe ser,

fugiu, vestiu-se em relapso,

longe dela minutos são séculos.

Sem o seu toque,

metros são quilômetros.

E esse silêncio

é ensurdecedor,

vem recheado de amargor.

Preciso da sua voz

pra ouvir todo o resto…

Não te ver me deixa cego.

Parece não ter sentido,

mas meus sentidos ficaram com ela.

Os anjos suplicam,

o firmamento anseia,

o espaço e o tempo gritam,

Ela precisa voltar

pra tudo funcionar!

Tudo no universo tem seu lugar,

o dela é me abraçar!

(Robinson Murilo Badin)

Colapso universal